Mensagens de Blog

Poeta e Escritor

Noites Sombrias

3348052149?profile=RESIZE_710x

Noites Sombrias

 

Nas noites sombrias um uivo longo

Que procura nas noites a lua

Brilhante e nua

Ao triste uivo eu não respondo

 

No ar uma tenebrosa indolência

Cai no chão a leve pluma

Apenas uma

A coruja pia na mais completa inocência

 

Reza a lenda toda a sua ferocidade

Dos dentes que amarelos rangem

Mas não restringem

As luzes brancas vindas da cidade

 

Dorme criança

 

Que cedo ou tarde noite sombria se evadi

E a historia chega ao fim

Então assim

Finalmente chega a hora da verdade.

 

Alexandre Montalvan

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.