Mensagens de Blog

NÃO OLHES QUANDO EU SAIR

 

 

 

 

 

 

Despedida

Não olhes quando eu sair!
O passado é passado.
Deixa que eu saia de mansinho.
Não quero, com os meus passos,
perturbar o silêncio do momento,
e te tome a fraqueza
e o arrependimento.
Não olhes!
Dá tempo, que eu
encontre o meu caminho.
Vestida de cruel mágoa e tristeza,
que foi o que me deste
em troca do amor,
que os teus braços testemunharam
quando me tomaste, inteira e sem temor,
na entrega da volúpia dessa afeição.
Não! Não olhes.
Não sei o que seria de nós dois,
se o vento apagasse tanta dor,
e esse tormento duro e magoado,
se convertesse em lágrimas de amor.

De Té

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.