Meu modo de ser

 
 
Meu modo de ser
 
 
Foi bom e foi único,
o meu modo de viver!
Não há espaço para arrependimento.
O sofrimento, se houve, eu dei conta,
do meu jeito, do modo que eu sei
sem ajoelhar jamais
sem súplicas
contendas
iras...
Houve dias em que eu precisei
ser mais forte do que eu era;
fingir que a vida era uma quimera
e que na próxima página
tudo estaria resolvido...
modo de ser... apenas isso!
 
Não me importa, quando será o fim
quando baixarem as cortinas
o show terá terminado...
mas não a minha lembrança!
Essa ficará para sempre,
no coração dos que amei...
daqueles que me amaram...
para esses, e para mim,
não há fim!
 
O que é uma mulher,
além do que ela mesma quer?
 
É o seu próprio modo de ser!
Que pode ficar para sempre
dependendo da intensidade
com que viveu.
Dependendo...
do seu modo de ser!
 
Ciducha Seefelder
 
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Ciducha,

    Um modo de ser vitorioso que a própria vida mostra, caso os versos não contassem.

    Grin.gif

    • Obrigada Margarida pelo carinho

      Beijossss

  • Um belo poema de seu auto-retrato.

    Parabéns poetisa!

    Abração com carinho

    • Obrigada pelo carinho querida Elza

      Fiquei feliz e vaidosa

      Beijoss

  • Belíssimo Poema introspectivo

    Parabéns amiga Ciducha

    • OBRIGADA POETA ANTONIO DOMINGOS PELO CARINHO

      BJS

  • This reply was deleted.
  • Esta é Ciducha, e o seu modo de ser... 

    • Obrigada pela leitura poeta querido

      Bjs

This reply was deleted.