Posts destacados (25)

HOMENAGEM PARA PATRIZIA GARDONA

 

CUORE ERRANTE

(Coração Andarilho)

  

Estranho...

 

Estas pessoas daqui,

não se parecem com as minhas pessoas de lá,

ou, não me pareço com elas, aqui...

 

Com qualquer tempo ando pelos caminhos daqui;

já faz alguns tantos tempos,

mas, não consigo estar com elas

Saiba mais…

127902955?profile=RESIZE_710x

Das águas, (sou nenúfar) preciosa
No vivo refletir da minha imagem,
Danço silente e mais do que dengosa
No cativo retrato da paisagem...!

E na terra, entre as flores, também réu
D’uma paixão sem ser um condenado!
Da imensidão às cores lá no céu,
Sou nuvens,

Saiba mais…

POEMA

                 Desalento

 

 

ela fez daquele nome
um juramento
anel tornado sacramento
de vida que por outra se consome

 

ela fez daquele nome
o fundamento
véu calando o próprio pensamento
antes que outro rumo tome

 

teve naquele nome
seu tormento
e na le

Saiba mais…

SOBRE O IMPENETRÁVEL NADA...

 

 

Porque agora esta necessidade de escrever sobre o nada?

 

Sim!...  O nada, mesmo...! Por que não?!...

 

Mas,

para isso,

preciso buscar o vazio do nada!

Seria mesmo isso?...

 

Mas, o vazio do nada é também alguma coisa,

pertence,

está,

sentimos a sua tênue pres

Saiba mais…