Mensagens de Blog

Poetisa e Escritora

 

 

Lições de vida que testam a coragem

 

De Té

 

De mão forte fronte erguida.

Vou seguindo o meu destino.

Protegerei o meu caminho.

Com as forças que me restam.

Não quero minha alma abandonada.

Nem a quero desassossegada.

Seguirei devagarinho.

Não quero ficar esgotada.

Não quero ser apressada.

Prefiro meu jeito bem calmo.

Vou deixando na jornada.

Vou seguindo palmo a palmo

Levo comigo meus sonhos

Essa doçura perdida

Caem lágrimas de meus olhos

O sonho comanda a vida

Nunca a alma será ferida.

Quando a caminhada é segura

Mas ninguém adivinha.

Se no meio encontra agrura.

Ferida é dor que não cura

Quando a estrada é cortada

penedos e pedras estranhas

Vão impedindo a jornada

E o destino é cortado

Acoito-me na beira da estrada.

Meu coração amargurado.

Perde as forças na jornada.

Ergo a fronte sigo em frente

Piso socalcos calada

Ainda me restam forças

Não quero ficar assustada

Minhas mãos ainda estão fortes

Meus passos vão inseguros

Mas minha alma é meu norte.

Minha coragem é o meu rumo

 

De Té Etelvina Da Costa

29-01-2017

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –
Poetisa e Escritora

Imagem de belas artes belas dar os creditos a quem pertence a criação da imagem e do poema

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.