Mensagens de Blog

LIBERTINA NATUREZA

 

 

3670099437?profile=RESIZE_710x

xxx
Libertina natureza
De Té
Nessa autonomia da essência
que não pede consenso
Livres são ,águas que dominam
fogaréus encrespados;
Mares, que se alteiam
abatem mitos e crenças.
Espontâneas, se assenhoram
Avassalam imperantes
as pedras polidas de ruínas;
Alcantilados fraguedos.
Fazem poesia na natureza,
assoberbadas, de amor sem prudência.
Rasgam passados, páginas de história.
Lavam as sombras das noites de medos.
Clareiam impressões indecifráveis.
Matam a sede dos flagelos,
errados conclaves do tempo.
Cimentam, de musgo e flores campestres.
Limpam os delitos aos desapiedados.
Livres, não se apresam de comensuração,
antes tomam todos os trilhos.
Nada escapa ao seu poder afrontador.
Céus,mágicas florestações,
cobrem de côr e beleza a terra.
Muda rumos e objectivos.
Desenha novos atavios.
Libertina, inconsequente, toma para si,
o que de seu já o era por essência.
Força aterradora, que ao homem doma.
Te
22~11~09


Tema :De um texto de Alberto Camus



xxxx

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Lindíssimo.

    • Obrigada Eduardo . Um poema do meu caderno já antigo de um texto de Alberto Camusperfeitmente original concebido por mim .Um abraço 3542087992?profile=RESIZE_930x

This reply was deleted.