Mensagens de Blog

Poetisa e Escritora

JÀ NÃO HAVERÁ JEITO

 

 

 

 

 

 

Já não haverá jeito...

 

Eu sei que entre nós

Já não haverá jeito

Não queres o meu peito

Não me vens procurar

Que no teu coração

Esfria o deleite

que avulta no meu

por te amar demais.

Amares como eu te amo

Já esqueci essa ambição

Quem ama quer ternura

Seus corpos em unção

andamos a disfarçar

Não sei porque razão

Não nos estamos a amar

Não trocamos afeição

Receio de ilusão

dO nosso sonho a dois

Tornou-se inquietação

Perdemo-nos os dois

Culpas precipitadas

Meus sonhos sepultados

Que não ajudam nada

A uma conciliação…

Bem sei que o tempo esfria

E apaga as ilusões

É tarde para atear

E a dor resgatar.

Em nossos corações

desejos arrefecem

tudo vai terminando

o coração chorando

numa oração

Apenas ficarão cinzas da extinção

Que servem para lembrar

Doce recordação

Do tempo em que nosso amor

Foi fé esperança e vida

Foi a coisa mais linda

Que vivemos a dois.

 

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –
Poetisa e Escritora

Imagem de belas artes belas dar os creditos a quem pertence a criação da imagem e do poema

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.