Mensagens de Blog

Horas constantes

        Não sei de teus passos

      Mas te amo mesmo assim

     Não sei se pensas em mim

     Esse meu querer contém lapsos.

 

     A tua memória é curta

     Mas a minha é farta

     Contida em sua carta

     A palavra  guarda;mas o olhar se furta.

 

     Meu amor tão distante

    Meu olhar não te alcança

    Fiz um pacto, uma aliança

   Parei o tempo e, as horas constantes.

 

   Com os momentos da paixão

   Flamejantes ensejos

   No embalo dos desejos

   Labaredas de um vulcão.

 

Neide  Himenes

https://novanereide.blogspot.com

 

 

 

 

 

    

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.