Mensagens de Blog

PRATA BABPEAPAZ

 

 

Homenagem às casuarínas derrubadas na praia da Vila, Imbituba.


Durante muito tempo eu me perguntava: - Por quê não plantam árvores nesta praia tão linda? Como uma sombra valorizaria este lugar.! Lembro-me de pessoas que vinham nos visitar e também faziam-nos o mesmo questionamento.

Certo dia, quando fomos à nossa deliciosa praia,com nossos filhos ainda menores, vimos que mudas de casuarinas estavam a ser plantadas. Sem dúvida foi uma alegria para nós. A cada ano notávamos que as casuarínas cresciam e cresciam, até tornarem-se belas árvores e dar um lindo aspecto e uma linda sombra ao local.

Moramos 17 anos em Florianópolis e mudamo-nos recentemente para cá. Ao recebermos a notícia da derrubada das lindas árvores, pensamos que só poderia ser um pesadelo.

Nossos filhos moram no exterior e temos certeza de que ficarão tristes. Sempre no verao, eles vem nos visitar e a terra em que se criaram e tanto amam, com um mar lindo e uma praia deliciosa. Sentirão falta das árvores amigas que viram crescer, e nos dias atuais sentavam-se às sombras com seus filhinhos.

Foram cento e quarenta árvores derrubadas.

Resolvi homenageá-las começando com uma citação de Jean Dorst:

" O homem tem razões objetivas suficientes para se dedicar à salvação do mundo selvagem. A Natureza, porém, só poderá mesmo ser salva pelo nosso coração. Só será preservada se o homem manifestar por ela um pouco de amor, simplesmente porquê é bela e porquê nós precisamos de beleza, qualquer que seja a forma a que sejamos sensíveis, devido à nossa cultura e à nossa formação intelectual. Isso também é parte integrante da alma humana." (Jean Dorst)

Nós te saudamos, árvore querida, por tua beleza e generosidade, porquê ofereces aos homens e aos animais, deliciosos frutos e o oxigênio vivificante.

Nos entristecemos, árvore amiga, pela destruição de milhares de colegas tuas.

De nossas grandes florestas, muitas madeiras de lei, belos e frondosos jacarandás, imbuias, cedros e angelins, jequitibás e perobas que ao serem vendidos para fabricar casas e móveis e queimados para reflorestamentos e outras plantações, foram aos poucos desaparecendo, em nome da ganância, do egoísmo e da irresponsabilidade.

Um dia, árvore, foste semente que brotou, que cresceu e evoluiu.

Abrigas ninhos de pássaros, belos troncos tens, folhas que dançam ao murmúrio do vento e que, como algumas raízes, têm propriedades medicinais.

Dás-nos sombras em que descansamos quando está muito quente a temperatura e a caminhada é longa.

Não chores lágrimas de orvalho, árvore amiga e bondosa, pois os coloridos e belos pássaros, as orquídeas e muitas pessoas te amam e por ti sentem gratidão, por nos ensinares a lição do amor e da bondade.

Qualquer perda significativa de florestas, afeta diretamente o clima da Terra e, em consequência todas as formas de vida.

Podemos cuidar e plantar em nossos quintais e jardins, ou em fazendas, árvores ou arbustos e outras plantas, atraindo borboletas e pássaros. Do esforço e dedicação de cada um podemos restaurar e cuidar de um pedacinho da Terra.

Se as águas das chuvas baterem diretamente no solo, destroem a camada superficial e carregam os nutrientes, causando erosão, infertilidade e assoreamento dos rios.

As árvores protegem contra ventos, reduzem a poluição sonora e suas folhas caídas podem por meio de compostagem, oferecer um excelente adubo orgânico.

É muito bom observar um beija flor tirando o néctar das flores. É ótimo se alegrar com o canto e o gorgeio de passarinhos, sorrir ao ver uma borboleta colorida pousando numa flor que você plantou, ou esperar por uma ave migratória. Nunca é tarde para começar.


Arlete Deretti Fernandes

Imbituba,27 de junho de 2019.

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.