Mensagens de Blog

ESTRADA VAZIA

 

Numa longa estrada de pouco movimento  

Em direção ao Sul.

Oiço o motor do velho carro

Roncando como uma longa canção

Penso sobre a “Flor”  

Que conheci na noite anterior.

 

Meus pensamentos logo começam a vagar

Como eles sempre permanecem

Na movimentação das lombas…

Quando viajo horas seguidas

E sem nada para fazer nem escolher

Não me sinto viajando

Apenas desejo que a viagem termine.

 

Depois de alguns dias

Ali vou eu na estrada novamente

Lá vou ouvindo o som da rouca sinfonia

Continuo rompendo quilómetros na mesma estrada vazia

Ao som da música e do velho motor.

 

Tento virar a página ao entrar no restaurante

Enquanto espanto o frio sinto o mesmo vazio

Vejo por perto teus olhos.

Vou fingindo que nada me incomoda

Tem dias que podes ouvir-me falar, tem dia que não,

Todos aqueles velhos clichés não te saem da alma.

 

Parece que estás sempre em minoria

Não pretendes gastar energia

Ousas não tomar uma posição

Nem sim nem não.

Deverias chegar a uma conclusão.

Lá fora nos holofotes

Procuras estar longe a um milhão de milhas

A cada gota de energia tentas dar o teu melhor

Teu suor jorra do teu corpo ao ouvires a música

Transportada pelo vento julgando uma perda de tempo.

 

A noite vai caindo, fico acordado…

Ouvindo ecos do amplificador num zumbido enternecedor

Enquanto oiço a ultima canção da noite

Vou recapitulando as inverdades ouvidas de outrora

Ao amanhecer à mesma hora lá vou eu pela estrada fora

Sem dar conta que lá passei.  

Ansioso que chegue a noite para ouvir as minhas velhas canções

Essas sim movem milhões de corações…!

 

Joaquim Moreira

30-08-2019 

3494478889?profile=RESIZE_710x

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.