Mensagens de Blog

Dia das Crianças em Prosa e Verso

 

Resultado de imagem para crianças brincando de roda

Canção aos meus Filhos e Netos (Prosa e Verso)

 Prosa 

Homenagem, um desejo, no dia da criança, todos são os dias deles, de ver os rostinhos felizes, toda criança é linda em qualquer

dimensão, escrevam uma canção, vivi a criança, eu e meus irmãos, Tico, Beto e Edinho, felizes de pernas enlameadas e cabeças

quebradas, de tombos das tamarineiras, vivi os filhos crianças, Janaina, Vera, Ana Lúcia, Fabrício e Fernanda, tive mais que 12 filhos,

 um para cada mês, um para cada apóstolo, em verdade tive milhões de filhos, mas 5 foram escolhidos por mérito e honra ao Senhor,

na beleza magistral da criação, vivo 5 crianças, os netos, aos quais tenho a certeza de que os amo, é Leonardo, é Antônio, é Alice,

crianças felizes, normais, desiquilibradas, desobedientes, umas feras sem venenos, pureza definem o que são. Vivo todas as crianças

do mundo, todas algo em comum, hoje eu não choro pela fome, injustiça, pobreza, eu clamo hoje, nesta semana, neste ano, ao futuro a

beleza somente a beleza de ser uma criança, com o coração cheio de esperanças, de um porvir de cores, olhares com brilhos, com a

alma lavada por compaixão. 

 

Dia da criança  

Verso 

Olha bem a nossa infância

Deixam toda a inocência

Brilhar nos olhos da crença

No sorriso real verdadeiro

Olha aí nossa esperança

Olha aí a vida no formigueiro

 

Sem Final...Continua

  1. A.Domingos

09\10\2019

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • OURO BABPEAPAZ

    Muito bonito.

    Feliz você que pode ver e compartilhar todas gerações.

    • Querida amiga Margarida.

      Obrigado por seu inteligente comentário.

      Há 12 anos atrás estavam vivos Vovós, Vovôs, uma Bisabó 105 anos de idade.

      Atenciosamente.

      ADomingos

    • OURO BABPEAPAZ

      Sinceramente eu considero uma grande dádiva.

      Eu não conheci minha avó paterna. Faleceu dois anos da minha chegada.

      Minha avó materna, morava muito distante e faleceu quando eu era criança.

      Não usufrui do convívio das avós.

      Os avôs... uma outra história...

    • É da vida fatalidades que nos afetam, e que sejam passageiras e somente encontram guarida nas vagas e boas recordações.

      Lembrei-me agora de sua foto pequena de colo, no colo de sua Mãe, muito simpática,e tenho a certeza de que foi uma Mãe "Massa"

      abraços,Antonio

This reply was deleted.