Desabafo

 

 


Está enganado...
Não é aos meus pés que se arrasta,
é nos pés da sua indolência
que atiça-me a impaciência
e nos afasta...

Nada me pede.
E eu nada peço a você.
Não fazemos troca
porque não temos volta
para partilhar...


Quando fica calado
Pelas palavras que eu digo
é porque fazem sentido
e você sabe que sim,
porém, não diz para mim...

Se rolasse em minha cama
eu não fingiria dormir,
seu abraço ia querer
e nele me perveter
juntos até o fim...

Quisera eu, ser bem mais,
que a mecha dos seus cabelos,
quisera ser pensamento
a açoitar os dias seus,
mas eu sou só pesadelo...

Se não sabe viver sem mim,
o que espera para chegar?!
Que eu vá correndo na frente,
ou que fique indiferente
nos sonhos onde você está...

 


Ciducha Seefelder

 

 

 

 

 

 


 

 

 

 

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • ESPECIAL ESSE DESABAFO. Bonitos versos comparando com a canção.

    • Obrigada querida Margarida

      Fiquei feliz e vaidosa

      Beijosssssssss

  • This reply was deleted.
    • Verdade poeta...Obrigada pelo carinho da leitura

      Beijossssssss

  • A Indiferença é uma atitude terrível para quem é atingido. A música do tema alimenta o Belo Poema

    Parabéns amiga Ciducha

    • Obrigada poetae amigo Antonio Domingos.

      Fiquei feliz e vaidosa

      Bjs

  • This reply was deleted.
    • Obrigada pelo carinho poeta

      Bjssssss

This reply was deleted.