Mensagens de Blog

Confissão...

 

Confissão...


Depois de acertos e desacertos, conceitos e preceitos
Entendi que o amor é uma ventura e não uma desventura.
Que ele é sagrado, não é pecado e nos faz mais humanos.
O amor nos muda, ganhamos novo rumo e postura.
 
Chego à conclusão que tudo é muito relativo,
Que Deus é Pai e não condena um amor puro.
O homem sim impõem regras e nos faz cativos,
Por ter em si a impureza do espírito imaturo.
 
Meu grande e único amor viverei em ti e por ti.
Até hoje o meu amor por ti escondi e resisti.
Grito aos quatros cantos que é teu meu coração...
 
Jogo o fardo tão pesado dos limites desse mundo,
Meu amor por ti é imorredouro e tão fecundo!
És a razão do meu viver, minha luz, meu galardão...

Sandra Galante.
 
Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.