Mensagens de Blog

ADMINISTRAÇÃO

CANÇÃO DO OUTONO

qHuW_nNY4udKKtxV3xx68M1dqXQ.jpg?profile=RESIZE_710x
.

Canção de Outono

Perdoa-me, folha seca, 
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo, 
e até do amor me perdi.
De que serviu tecer flores
pelas areias do chão 
se havia gente dormindo 
sobre o próprio coração?

E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando aqueles 
que não se levantarão...

Tu és folha de outono 
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
- a melhor parte de mim.
E vou por este caminho,
certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão...

Cecília Meireles

 

 

 

POEMA DE CECILIA MEIRELES

FORMATAÇÃO LIVITA

MÚSICA-EVA CASSIDY- AUTUMN LEAVES

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  •  

    Belíssimo poema de Cecilia Meireles.

    E a coadjuvar, enfeitando o quadro

    magico dos versos.

    A magnifica formatação acompanhada

    de um belo fundo musical.

    Meus aplausos! 

     

     

  • Que lindo Livita querida!!

    Beijosssssssss

    Ciducha

This reply was deleted.