BRINCANDO DE NAMORAR

Levantei meus olhos

E vi dois pombinhos

Em cima do telhado

A se beijar

Brincando de namorar.

 

Vi ao longe um casal

De crianças passeando

De mãos dadas

Brincando de namorar.

 

Vi as estrelas no céu

Junto a lua que brilha

Piscando sem parar

Brincando de namorar.

 

Vi enfim, você,

Na varanda de tua casa,

Toda sorridente

Olhando para mim

Cem cessar de olhar

Como que querendo

Brincar de namorar.

 

Hoje em dia olho

Para a vida e não

Consigo mais

Brincar de namorar,

Pois o amor que eu

Tinha nesta minha vida

Foi-se e eu agora sozinho

Não tenho com quem

Brincar de namorar.

 

Comendador Marcus Rios

Poeta Iunense - Acadêmico -

Membro Efetivo da Academia Iunense de Letras (AIL)

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas