Mensagens de Blog

Poetisa e Escritora

 

                    

AS MIL VIDAS DE UMA VIDA , ETERNOS VIAJANTES

APOLOGIA

 

 

 

Mil vidas vivemos e em mil vidas nos emcontramose da mil vidas partimos e da mil vidas voltamos

eternos viajantes

De Té

 

Em mil vidas te esperei ,no mais recondito da minha alma

E vivi mil vidas sabendo que ainda te não tinhas revelado.

Em cada vida, não eras tu ,teu rosto ainda era uma sombra

Mo meu pensamento, por entre sombras , te afiguravas

entre véus diáfanos, busca insana das minhas mil vidas.

 

Fui rainha ,princesa ,senhora de reinos, castelos e palácios

Em terras de rios e mares, em paises exóticos, em terras altas ,

Estepes geladas, em pináculos montanhosos ,em planícies

Circulava em feiras, em vilas, cidades ,apenas mais um mulher

como outras, vivendo, fui presa a amores ,onde tua imagem vivia .

 

Em cada abraço, em cada beijo, eras tu que me tomavas de desejo.

Fui guerreira, vesti elmo, ergui a espada, enfrentava o inimigo

Fui prisioneira agrilhoada, invocava-te em horas de perigo

Esfumavaste, mas sentia tantas vezes, o teu toque numa luz baça

Mas em mil vidas, estavas acorrentado, em ignotos mundos.

 

Foste rei ,principe, mas distinguiste-te nas artes e nas letras

Senti a beleza harmoniosa, tocando lira a meus ouvidos

Mas não passava da imagem visionada em outras dimensões

Sabia-te lindo ,apaixonado, rodeado de belas mulheres e minha voz

era débil soluço e,lideraste pleias,, conquistaste cidades foste herói

 

Em altos mares ,naufragaste, teu barco se defez nas ondas alterosas

Morreste, mas voltaste às mil vidas, que tinhas de cumprir

E um dia achaste-me, enfim nossos olhos vibraram de amor

Trazias karmas de vidas passadas, já não eras a visão mas o real

Que em meus sonhos eu esperei mil vidas em desespero.

 

Desnudada. me possuiste  - sondando meus prazeres

Quando nos rios me banhava. apenas na sensaçao te adivinhava

Pelejaste com minha espada e a  meu lado. tua sonbra me escudava

Saia ilesa, deste-me água ,quando prisioneira fui escravizada .

Fui deusa,erguida em pedestal e por entre o povo te vi aclamando-me

 

Comigo ouviste a pregação de Jesus, desfilaste nos exercitos romanos

e na arena do coliseu fui  uma cristã salvaste-me, pele,jando bravamente

Saiste vencedor o povo te aclamou e foste levantado  e aclamado

 Prisioneiros dos resquicios das vidas passadas,, almas a purificar,

Amamo-nos paixão segura,, amor dedicado. , o nosso encontro almejado

 

Nos desassossegavam, , para que o reencontro caísse nos abismos

Sabemos o que queremos,,  desejo banhado ao sol resplandecente .

Mas quando o luar chegar aos nossos corações as sombras se diluem ,

Ficamos tu e eu , nosso amor,  o ceu se iluminara  os anjos cantaraõ aleluia

 A terra, será um mar de estrelas onde repousa nossa alegria resplandecente

 

 Estamos juntos, é uma festa, cantas para mim ris, teu sorrir harmonioso

 cânticos entram na minha alma , raro encantamento . te amo e te amarei,

Te amei nas mil vidas, te esperei, em palácios rutilantes, aflúvios de jasmins,

Em todos os lugares,que da morte resurgi,e te espererei e á morte, voltarei

 

Talvez que nos encontremos noutros planos,talvez que outras vidas terrenas ,

Viveremos esse amor, que se eternizará para além do grande universo cósmico..

 

 

 

De Té Etelvina Da Costa

 Nem todos os meus leitores vão entender este poema das mil vidas da vida  É uma apologia  Com receio postei ,atrevi-me.. Não é um poema perfeito . descrevo apenas com algum sentimento e alguns erros  o que dentro de mim representa a vida depois e antes dos vários planos em que segundo várias teorias de que a alma nunca morre. É complicado escrever sobre este tema que romance-ei para atenuar Fantasiei situações que se integraram em épocas ,tempos já passados .Criei duas personagens e a partir dai construi aquilo a que chamo as mil vidas de uma vida Eternos viajantes. Desculpem o atrevimento

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –
Poetisa e Escritora

Imagem de belas artes belas dar os creditos a quem pertence a criação da imagem e do poema

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.