Mensagens de Blog

Arlene com “D”. Tautograma

 A história deste Tautograma.

 Este Tautograma foi escrito em 1969 quando eu tinha 17 anos de idade. Desta forma, agora em outubro de 2019 faz 50 anos que o escrevi. Olha o tempo aí.

Eu nem imaginava de como era denominado este estilo de escrever poesias. Escrevi em homenagem a uma namorada da época cujo nome era Arlene, com 25 anos, isto é, 8 anos mais velha que eu.

Quando pedi ao seu Pai autorização para namorar em casa, ele simplesmente me disse que eu era uma criança para namorar sua filha.

Com esta negativa, continuamos o namoro por cerca de 5 anos. Para compor com a letra "D" renomeei Arlene à Darlene.

Desde os treze anos, eu já escrevia modestas poesias para minhas namoradas, em época retumbante da Jovem Guarda e testosterona. 

Não me ligava na Jovem Guarda e sim na Bossa Nova.

Hoje arrumando as pastas de arquivos achei "Arlene com D" numa folha de papel de caderno,rascunho original.

Eu tinha um caderno de Poesias que uma secretária minha cuidava, ainda não tínhamos computador e processador de textos, e,perdeu-se tudo nas mudanças de residências.

Quando comecei a escrever minhas poesias e outros no Windows; Word; reavivei algumas poesias perdidas em folhas de caderno e/ou datilografadas. Após este novo procedimento com recursos de segurança, ainda assim, perdi todos os dados de meu computador por duas vezes. Perdi um volume enorme de muitos escritos. Chorei poucas lágrimas e lamentei. Recomecei por duas vezes.

"Muitas eram letras de músicas que eu mesmo compunha no violão."

Antonio Domingos

 Vejamos a Poesia abaixo

&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&&

 

 Arlene  com “D”

Dias depois da desventura do devaneio

Distraído diante da desilusão

Dei deveras divisando desfecho

Darlene deu distância dividendos

Do diálogo direto desviando

Do desvelo dentro d’mim

 

Deste desgosto desafortunado

Danei desperdiçar-me, destruir-me, desleixar-me

 

Digo despretensioso deste destratar

Dando destinação da desunião

Dias duvidosos, desmoronados, desmedidos

 

Fim

A.Domingos

Ano de 1969

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • OURO BABPEAPAZ

    O texto todo é muito significativo.

    Quem tem o dom já nasce com ele.

    O tautograma é muito bonito e lamento sua perda.

    Eu também já perdi muitos bons trabalhos por conta dessa segurança inconfiável.

    • Agradecido querida amiga Margarida por belo e recompensável comentário.

  • PRATA BABPEAPAZ

    Antonio, que bom ter conhecido Darlene para poder compartilhar esse sensível tautograma de uma época inesquesível.Abraço

    • Com  certeza Poetisa Marcia Portella,

      Feliz com sua leitura e comentário.

      Abraço, Antonio

       

       

       

  •  

     

    Adorei todo o conteúdo!

    Pena foi ter perdido tantos dos seus labores pois,

    já nessa altura de menininho tinha muito talento!

    Parabéns, António Domingos!

    Tenho um irmão com o seu nome só que é ao contrário.

    PS:desculpe este à PARTE.

     Abraços

    • Não há o que desculpar.Minha vida é bem aberta aqui no site.

      Obrigado amiga Luisa Maria por ler e comentar

      abraço, Antonio

      Nota: Sou o único da família e de parentescos que escreve versos e lê.Ninguém gosta de Poesias.Sigo em frente.

       

This reply was deleted.