PRATA BABPEAPAZ

Amanheci cheia de mar ...

 

 

 

 

 

 

Amanheci cheia de mar

com ondas bravias, avassaladora paixão

que me faz naufragar ao ver teu olhar

Amanheci como a maré alta

que invade as areias e as consome -

devoro memórias

Amanheci como a maré baixa

que se recolhe e expõe seu leito -

exponho-me em silêncios e choros

Amanheci como mar profundo

que abraça a escuridão abissal -

escureço de saudade ...

 

 

                                                                                                        Waulena d'Oliveira

 

 

 

 

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.