ALMA QUE AMA

Sou como a paixão

Que me faz arder

Em febre e doer a solidão,

Sou apenas a fonte de inspiração

Que chega em versos de amor,

Que vai ardendo cada alma

E fazendo queimar por ilusão

E vai ao mesmo tempo

Dominando o reverso.

 

Atravesso a simples mente

Que vai poetando o amor

E ao mesmo tempo vou

Liberando as emoções

Numa louca paixão insana

Junto a este fel que vai ferindo

E trás a dor que sem querer

Vai inflamando o coração

Junto a alma que ama.

 

Vago pelo espaço

Sem destino e sem versos

Para que possa fazer

A poesia de amor

Mais linda que se fez,

Neste meu vazio que

Faz-me perder-me olhando

Para este céu iluminado

E vou deixando apenas

As lagrima caírem molhando

Meu rosto numa nuvem

Que me faz apenas

Ser uma alma que ama

E viaja nesta nuvem de mel.

 

 

Comendador Marcus Rios

Poeta Iunense - Acadêmico -

Membro Efetivo da Academia Iunense de Letras (AIL)

Membro Efetivo da Academia

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas