PRATA BABPEAPAZ

Afinidades

Afinidades

Triste, eu andava alheia e muda,
quando tu, de repente, chegaste.
Eu me levanto, corro e te saúdo,
Encanto-me no céu do teu sorriso.
Tudo se inunda ao luar do teu rosto,
torna-se dourado o planeta onde piso.

Fios invisíveis teceram firmes laços,
e como imãs que se atraem, atracamos
no mesmo porto de chegada,
após atravessarmos intermináveis espaços.
Séculos levamos a dormir,
até encontrarmo-nos um ao outro nos braços.

Arlete Deretti Fernandes

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Lindo poema. Suave atravessia do sentimento do amor. PARABÉNS ARLETE!

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    Querida Arlete, a suavidade dos teus versos traz calma ao coração do leitor, que se encanta ao teu canto. Parabéns e Felicidades! Beijossssssssssssss

  • BRONZE BABPEAPAZ

    Excelente. Felicitaciones 

  • Bela Poesia, lindíssimos versos suaves.

    Fios invisíveis teceram firmes laços,

    e como imãs que se atraem, atracamos

    Parabéns amiga

  • DIAMANTE BABPEAPAZ

    127539466?profile=original

  • Olha, amei estes versos caprichados e de levíssimas insinuações amorosas. O teor poético envolvendo a natureza dos sonhos das paixões, delineados soberanamente. Amei mesmo! Meu abraço pra você.

This reply was deleted.