Mensagens de Blog

A perda das manhãs

A perda das manhãs

As manhãs entristeceram-me por um bom tempo.
As manhãs levaram-me a ter medos.
As manhãs fizeram-me ver nuvens cinzentas,
embora o sol estivesse sempre brilhando.
As manhãs pareciam não terminarem nunca.
As manhãs sombrearam minhas dores.
As manhãs permanecerão nascendo
e eu tenho que entender.
As manhãs tive que aprender a perceber que estava só.
As manhãs procurei ocupar-me com sonhos e lembranças felizes.
As manhãs desejei não sentir tanta angústia.
As manhãs doeram demais no meu coração.
As manhãs fazem-me aceitar a solidão.
As manhãs senti muitas saudades.
As manhãs tenho que acreditar e aceitar que te perdi para sempre.
As manhãs já não tenho mais você minha mãe,
para abençoar-me.
Mas, hei de aceitar que haverá muitas manhãs
em que estarás apenas a olhar-me.
E que apenas não mais ouvirei a sua voz.

Marcia Moreno

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

This reply was deleted.