Mensagens de Blog

À deriva

Navego alheia de luz ...e sons!


Apenas navego.....e ,certamente,


não vou a lugar nenhum;


Não busco porto ou rota,


mercê  apenas das emoções!


À  deriva


 numa total escuridão...


procuro você,inutilmente!

Ciducha Seefelder

 

♥David Garrett. Nocturne - Chopin♥

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • OURO BABPEAPAZ

    Expressivo poema, Ciducha.

    Mais uma bela obra.

    • Obrigada Margarida querida

      Fico feliz e vaidosa

      Beijosssss

  • A vida, para mim, no sentido poético, apresenta-se, como se estivéssemos de carona num iceberg... Assim: - Centenas de metros de gelo ao redor... Muitas vezes muito bem agasalhados, outras, nús, raramente, o calor de um sol ameno... Apenas o som da nossa respiração e o compassar do coração, apenas ventos temperados... E a nossa visão procura por um porto seguro, por uma sombra de uma ilha, pelo som de um transatlântico pedindo passagem, ou, pelo menos, uma garrafa à deriva, com um pedaço de papel escrito: - Calma!... Fique tranquilo... 

    • Ahhhhhhhh,que delicia de palavras...Já estava sentindo falta dos seus comentários...fico sempre á espera deles,viu,poeta amigo e querido? interpretou  tão bem o meu poemeto

      Alguns estão em branco ainda rsrsrsrs

      Obrigada pela leitura

      Beijos poeticos (sempre)

  • Obrigada pelo carinho e incentivo poeta e amigo Antonio Domingos

    Beijosssssss

  • Belo Poema estimada Ciducha.

    Pequeno no tamanho e "PLENO" de sentimentos. Linda construção

    Parabéns amiga

  • BRONZE BABPEAPAZ

    Post.jpg

    • Obrigada amigo e poeta Elias

      Beijos

This reply was deleted.