Mensagens de Blog

A CURA DO TEU AMOR

 

 

Sou pra ti a cura de tua louca delinquência

A luminosidade de longe evidencia tua vinda

Nesse  amor que habita em nós sem risco

Este amor cantado em toda sequencia.

 

Deixe os beija-flores se achegarem

E cantarem este amor sem sugarem

O mel que tenho guardado pra ti

É o néctar que um dia a ti aderem

 

Eu triste procuro olhar a árvore caída

Controlo os passos firmes neste canto

Vivo no mundo que  ofereceste a mim,

é deserto, eu perdida mergulho esvaída.

 

 

De tão longe a tua procura sem retorno

Até aqui chegues escrevo cada linha

A ti ofereço dolorida, sem saber se sou tua.

 

MENDUIÑA

 

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas