Mensagens de Blog

À BEIRA DA LOUCURA

3541873956?profile=RESIZE_710x

 

Nas dobras do dia a dia perdi teu amor

Minhas noites são como estrelas brilhantes pra ti

Sem reflexo ao luar me procura com altivez

Um amor explodindo dentro do peito é esmagador

Desejo louco de ti amar cada dia mais

Meus dias são nublados sem vida

Meu corpo num vazio explode

De saudades de tua presença aqui

Madrugadas na solidão do quarto vazio

Teu aroma sinto presente em tudo

A magnitude deste amor atormentador

Minha boca nem sussurra teu nome

Com medo das lágrimas

Que me restaram.

Se o sol brilhar te chamarei

Já estarei saciada do gozo (sozinha)pensando em ti.

                   

 

MENDUIÑA

Enviar-me um e-mail quando as pessoas deixarem os seus comentários –

Para adicionar comentários, você deve ser membro de Belas Artes Belas.

Join Belas Artes Belas

Comentários

  • Belo poema, cara Menduiña:

    E, quando o plenilúnio resplende — tal como hoje —, se ocorre de vir a adentrar a alcova e por de madrepérola os nossos objetos tão familiares, no silêncio abismal da noite, afloram sentimentos que, por vezes, cuidávamos sob controle. Abraço; j. a.

This reply was deleted.